Depois de 15 anos de construção, aeroporto de Correia Pinto continua sem operações de voos

Notícias

O estado investiu nesta estrutura R$ 63 milhões, mas não há previsão de data para início das atividades no terminal. Segundo a Secretaria de Estado de Infraestrutura, o principal entrave está na homologação junto à Aeronáutica para que os voos possam sair. Outra pendência ainda é o acesso da BR-116 ao aeroporto.

No início deste ano, a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) assumiu o terminal aeroportuário, fez um contrato com o governo do estado por 12 meses e passou a receber pouco mais de R$ 127 mil por mês para administrá-lo.

Na época, a promessa era de que neste semestre entraria em funcionamento, o que até agora não ocorreu.

Equipamentos como balizamento noturno, casa de força, sistema de rádio para navegação estão entre os equipamentos adquiridos pelo governo do estado. A estrutura que tem 2 milhões de metros quadrados vai comportar até aviões boing.

Agora, está pendente o acesso da BR-116 ao aeroporto, o que, segundo o governo, está sendo resolvido com a concessionária que administra a rodovia.

Fonte: G1